II Encontro da Família “Thereza” presta homenagem ao Veterano de guerra, jucurutuense Alcindo Arnaldo 

Alcindo Arnaldo da Silva foi o principal homenageado no recente II Encontro da Família “Thereza”, realizado no espaço Sabores da Serra, na cidade de Upanema-RN. Jucurutuense de 93 anos de idade, o “general” como é carinhosamente chamado pelos amigos mais próximos, é o único vivo de uma família de 16 filhos, sendo oito homens e oito mulheres.  

Alcindo também é o único vivo entre os três filhos de Jucurutu que integraram a Força Expedicionária Brasileira (FEB) e participaram da Segunda Guerra Mundial, na Itália. Os outros dois foram Evaristo Lacava da Silva, (irmão de Mardelice Lacava da Silva – in memoriam, mulher de Alcindo), e Lino Vicente de Araújo. 

Os familiares que vieram de várias cidades do Rio Grande do Norte, de Campina Grande e João Pessoa, na Paraíba; e de Parnaíba. No Piauí tiveram oportunidade de conhecerem parte da galeria de fotografias e documentos, de Alcindo que lembram a participação do veterano de guerra no conflito mundial, com participação ativa dos Pracinhas brasileiros, notadamente nas batalhas de Montese, Castelonuevo e Monte Castelo. Entres os documentos estavam o certificado de participação no Teatro de Operações da Itália; Certificado de Medalha de Campanha, escudo com a Cobra Fumando, boina e o livro que relata a história da participação dos potiguares na Segunda Guerra Mundial.  

História da Família 

Alcindo e seus 15 irmãos são filhos de Francisco Marcelino da Silva e Joaquina Maria da Conceição, que se casaram no cartório de Brejo do Cruz, na Paraíba, no dia 20 de outubro de 1911. No registro consta que o casal no momento do casamento declarou que já tinha oito filhos: Maria, com 12 anos de idade; Umbelina com 11; Honória com 9; Francisco com 7; Sebastiana com 6; Mafalda com 4; João com 3 e Sizefredo com 1 ano de idade. Depois de casados nasceram mais 8: José, Francisca; Manoel; Eliziaria; Severino; Joaquim; Severina e Alcindo.  

No histórico de casamento o patriarca da família tinha 35 anos, havendo o registro apenas de sua mãe que se chamava Maria Thereza, daí a origem da família dos “Thereza”.  A matriarca, Joaquina Maria da Conceição era filha de Eugênio Pereira da Silva e Júlia Maria da Conceição.  

Registro fotográfico – Marcelino Neto, Blog ” O Câmera”

Família reunida em Upanema/RN
Carinho das sobrinhas

Seu Alcindo Arnaldo

Sobrinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *