Jucurutu: Justiça Eleitoral divulga mudanças de locais de votação

O Excelentíssimo Dr. Mark Clark Santiago Andrade, Juiz Eleitoral da 27ªZE, comunica a todos os eleitores desta jurisdição que, por necessidades de ordem técnica, as seções (sala onde o eleitor vota) e os locais de votação (prédios onde o eleitor vota) da Zona Rural do município de Jucurutu/RN, foram transferidos para outros endereços, ficando distribuídos da seguinte forma:

Em Apodi-RN, o povo quer o agricultor

O blog está sendo procurado há dias por populares de Apodi para pedir um espaço, pois acreditam que nosso site tem bastante alcance e força e citam como exemplo, a derrota da oligarquia em Jucurutu.

Assim como Golias que desafiava em voz alta, achando-se invencível, lá no médio Oeste, tem-se um novo Davi potiguar com coragem suficiente de enfrentar Golias.

Tal como o povo quis o Liso na disputa com o baraozinho aqui em Jucuturu; Apodi caminha para uma disputa acirrada entre Agnaldo FERNANDES, agricultor e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Apodi, e Alan Silveira que pretende à reeleição. O atual prefeito Alan é filho de ex prefeitos de Apodi, Gorete e Klinger.

Agnaldo Fernandes tem conseguido surpreender a classe política, como fenômeno de popularidade e sendo o nome mais cogitado pela população para disputar a prefeitura pela oposição.

Para quem desacreditou na força política do jovem agricultor, agora parece compreender que nada é impossível na política.

II Encontro da Família “Thereza” presta homenagem ao Veterano de guerra, jucurutuense Alcindo Arnaldo 

Alcindo Arnaldo da Silva foi o principal homenageado no recente II Encontro da Família “Thereza”, realizado no espaço Sabores da Serra, na cidade de Upanema-RN. Jucurutuense de 93 anos de idade, o “general” como é carinhosamente chamado pelos amigos mais próximos, é o único vivo de uma família de 16 filhos, sendo oito homens e oito mulheres.  

Alcindo também é o único vivo entre os três filhos de Jucurutu que integraram a Força Expedicionária Brasileira (FEB) e participaram da Segunda Guerra Mundial, na Itália. Os outros dois foram Evaristo Lacava da Silva, (irmão de Mardelice Lacava da Silva – in memoriam, mulher de Alcindo), e Lino Vicente de Araújo. 

Os familiares que vieram de várias cidades do Rio Grande do Norte, de Campina Grande e João Pessoa, na Paraíba; e de Parnaíba. No Piauí tiveram oportunidade de conhecerem parte da galeria de fotografias e documentos, de Alcindo que lembram a participação do veterano de guerra no conflito mundial, com participação ativa dos Pracinhas brasileiros, notadamente nas batalhas de Montese, Castelonuevo e Monte Castelo. Entres os documentos estavam o certificado de participação no Teatro de Operações da Itália; Certificado de Medalha de Campanha, escudo com a Cobra Fumando, boina e o livro que relata a história da participação dos potiguares na Segunda Guerra Mundial.  

História da Família 

Alcindo e seus 15 irmãos são filhos de Francisco Marcelino da Silva e Joaquina Maria da Conceição, que se casaram no cartório de Brejo do Cruz, na Paraíba, no dia 20 de outubro de 1911. No registro consta que o casal no momento do casamento declarou que já tinha oito filhos: Maria, com 12 anos de idade; Umbelina com 11; Honória com 9; Francisco com 7; Sebastiana com 6; Mafalda com 4; João com 3 e Sizefredo com 1 ano de idade. Depois de casados nasceram mais 8: José, Francisca; Manoel; Eliziaria; Severino; Joaquim; Severina e Alcindo.  

No histórico de casamento o patriarca da família tinha 35 anos, havendo o registro apenas de sua mãe que se chamava Maria Thereza, daí a origem da família dos “Thereza”.  A matriarca, Joaquina Maria da Conceição era filha de Eugênio Pereira da Silva e Júlia Maria da Conceição.  

Registro fotográfico – Marcelino Neto, Blog ” O Câmera”

Família reunida em Upanema/RN
Carinho das sobrinhas

Seu Alcindo Arnaldo

Sobrinhos

Mossoró: Um ratinho na Saúde Pública…

Dona Francisca portadora de esclerose lateral amiotrófica, até as primeiras horas da manhã deste domingo encontra-se na UPA do Bairro Belo Horizonte, em Mossoró/RN aguardando uma vaga no hospital Tarcísio Maia para procedimento de Raio-X.

Lenilza avisou sobre o rato morto, mas, até a noite de ontem o bicho ainda não tinha sido retirado. Deve ser muito difícil remover do local.

Hoje acordei com uma situação de uma amiga. A mãe dela tem esclerose lateral amiotrófica, com 79 anos, seu estado é bem debilitado e Lenilza, umas das filhas é quem cuida da mãe. Eu conheci elas quando moravam aqui em Jucurutu.

Então, dona Francisca apresentou problemas respiratórios e a família a levou para uma UPA em Mossoró/RN e está na UPA enquanto aguarda desocupar uma cama no Tarcísio Maia para fazer um Raio-X. E lá na UPA, Lenilza (filha) aguardando ao lado da mãe, foi dar uma arejada na janela, deparou-se com um RATINHO, um ratinho morto do lado da janela do cômodo que estava a mãe doente, totalmente vulnerável as doenças que o “bichinho” pode causar. Lenilza filmou, e esse vídeo foi parar num portal de notícias Mossoró Hoje

Vídeo:

http://www.emanuellagalvao.com.br/wp-content/uploads/2020/01/069163e536764a9188dd1b60110a18b7.mov