Prefeitura realizou 47 cadastros para corte de terras durante o Café no Campo

Visando agilizar o cadastro de agricultores para que seja feito o corte de terra neste ano de 2019 a Prefeitura de Jucurutu por intermédio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente deu início na manhã desta quarta-feira, 16 o projeto Café no Campo.

Samuel Figueiredo, Secretário de Agricultura e Meio Ambiente afirma que esse contato direto com o produtor é essencial e renderá bons frutos:

“O nosso projeto iniciou de forma extremamente positiva, levamos a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente até os moradores da comunidade Riachão e localidades vizinhas, como: Vila Esperança, Barra de Olho D´água, Logradouro e Souá, onde na oportunidade conversamos com os moradores, analisamos cuidadosamente as necessidades existentes e já levamos a ação, na qual foi dado início ao corte de terra”, destacou o Secretário.

Agricultores que estiveram no local parabenizaram a iniciativa da Gestão Municipal:

“Não esperava que viesse tão rápido, fico até surpreso com a agilidade”, comemorou o morador.

Além de ter servido um café aos agricultores, foram feitos 47 cadastros para o corte de terra. Os trabalhadores que foram cadastrados não precisam se deslocar até a sede do município para fazerem esse tipo de serviço.

Em breve a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente divulgará a próxima comunidade que receberá o projeto.

O que é o Projeto Café no Campo?

O Projeto Café no Campo foi criando em janeiro de 2019 uma realização da Prefeitura Municipal de Jucurutu por intermédio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente que está sob o comando do novo gestor Samuel Figueiredo, um nome que o prefeito Valdir teve visão para escolher e administrar essa importante pasta.

O objetivo do projeto é proporcionar uma melhor atenção ao homem do campo, principalmente aos que têm dificuldade para se descolar até a cidade.

Como funciona:

O projeto leva a Secretaria de Agricultura, o café e o trator para comunidade. No local é realizado os cadastros para corte de terra, logo em seguida começam os trabalhos com os tratores respeitando a ordem dos cadastros.

A estratégia facilita a vida dos trabalhadores rurais e o Governo Municipal aproveita o período de cortes de terra para levar à Gestão as comunidades, buscando ouvir atentamente cada cidadão e receber as demandas dos agricultores.