Coordenação dos Juizados Especiais discute soluções para melhorar trânsito no RN

O Complexo Judiciário recebeu na manhã desta quarta-feira o 1º Fórum sobre Acidentes de Trânsito, promovido pela Coordenação dos Juizados Especiais do RN. O evento faz parte da programação da Semana Nacional do Trânsito e reuniu órgão relacionados a ocorrências e procedimentos neste segmento na área metropolitana da capital potiguar.

“O 1º Fórum visa inicialmente unir todos os que trabalham com essa temática de acidentes de trânsito, a partir daí vamos manter as discussões para no final encontrarmos uma solução mais adequada para atender melhor a população, porque esse é o nosso objetivo”, destaca a juíza Sulamita Pacheco, coordenadora dos Juizados.

De acordo com a coordenadora da Unidade Móvel de Trânsito do TJRN, Kátia Seabra, o fórum busca responder anseios da sociedade. “Temos percebido a população, os usuários das vias, com muita dúvida de quem procurar, de onde acionar, de qual seu direito, então acho que é uma discussão bem pertinente no momento”, comenta.

Participaram do Fórum órgãos como o DNIT, Detran, Secretaria Municipal de Segurança Pública de Mossoró, Samu, Secretarias Municipais de Trânsito de Natal e de Parnamirim, Comando da Polícia Rodoviária Estadual, Secretaria Estadual de Saúde, Polícia Rodoviária Federal, Itep e Ministério Público.

Vítimas

Durante reunião, os órgão apresentaram estatísticas, as dificuldades e apresentaram as melhorias que apontam como necessárias para atender melhor a população. Segundo o Detran, o número de vítimas fatais no trânsito têm diminuído, em 2016 foram 1.700 pessoas a menos que em 2015. O órgão também apontou que são os homens que morrem mais em acidentes automobilísticos. Em 2016, 88% das vítimas de acidentes de trânsito no Rio Grande do Norte eram do sexo masculino.

O número de acidentes, de acordo com o Detran, também pode ser relacionado ao aumento do número de carros no estado, em 2006 a média era 15 carros a cada 100 habitantes, em 2016 a média subiu para 34. O Departamento contabiliza mais de 1,1 milhão de veículos no RN.

A secretária adjunta estadual de saúde, Helida Bezerra, destacou a gravidade da situação por meio dos gastos da secretaria, de acordo com ela, acidentes de trânsito custam R$ 1,6 bilhão ao estado por ano. A secretária ainda destaca que a maioria das vítimas que dão entrada em hospitais estaduais são vítimas de acidentes com moto, cerca de 30 por dia.

Conscientização

O magistrado responsável pelo Juizado Especial do Trânsito, Múcio Nobre, observou a importância de campanhas permanentes no trânsito para evitar acidentes e promover uma conscientização a longo prazo. A necessidade de campanhas como essa também foram lembradas por outros órgãos como a Polícia Miliar e PRF, que frisaram as campanhas que produzem com esse fim.

O titular do juizado também destacou a necessidade da união dos órgãos para, além de prestar um melhor serviço, evitar o excesso de judicialização e desafogar demandas dessa natureza no Judiciário. “Precisamos da cooperação dos órgãos para garantirmos o sucesso de todos”, frisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *