125 ANOS: Autoridades destacam importância do Tribunal de Justiça para o Estado do RN

Na celebração dos 125 anos de história do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, comemorada nesta segunda-feira (3), autoridades presentes expressaram apreço pela instituição e destacaram a importância do TJRN para a consolidação da democracia em âmbito estadual, além das parcerias existentes entre as instituições.

Foi esse o caso, por exemplo, do recém-empossado procurador geral de Justiça, Eudo Leite, para quem estar participando da sessão solene de comemoração dos 125 anos do Tribunal de Justiça potiguar é uma grande satisfação. Ele lembrou que foi servidor da Casa em seu primeiro cargo público, como escrevente substituto, assumido em 1996 até o seu ingresso no Ministério Público em 2000. Eudo Leite destacou ainda que a experiência e a vivência adquiridas à época foram importantes, momento no qual pode conhecer como é a realidade do Judiciário potiguar.

“É importante destacar que, nesses 125 anos, o Ministério Público tem sido parceiro do Tribunal nessa jornada, houve um desenvolvimento muito forte do Judiciário potiguar, inclusive reconhecido nacionalmente, ganhando prêmios. Então nós podemos dizer que o Tribunal de Justiça tem desempenhado bem o mister da prestação jurisdicional e a gente torce para que continue nessa crescente e que haja, cada vez mais, desenvolvimento do ponto de vista de celeridade jurisdição e de tecnologia da informação para a aplicação em melhores resultados e eu creio que o tribunal está no caminho certo”.

Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional RN, Paulo Coutinho, os 125 anos reproduzem um pouco da importância que o tribunal tem para a sociedade potiguar, ou seja, mais de um século distribuindo justiça, com dificuldades às vezes, mas buscando sempre melhorar, se estruturar.

“Eu acho que esse momento em que nós vivemos, a quadra histórica que o Brasil passa, é um momento em que se chama a responsabilidade para o Poder Judiciário para que ele melhor se estruture, para que ele possa de fato contribuir efetivamente para uma sociedade melhor, democrática. O papel do tribunal é este e eu tenho certeza que a comemoração desses 125 anos fortalece essa missão e ficam os parabéns, não só para a instituição, mas para todos aqueles que a fazem”, parabenizou.

Para o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, a celebração dos 125 anos do Tribunal de Justiça é um momento importante para a cidade de Natal. “Quando o Tribunal de Justiça, que é uma instituição extremamente representativa da sociedade norte-riograndense, chega a comemorar os seus 125 anos, então, pela sua importância, pela sua necessidade, pelos serviços prestados à sociedade, nós estamos aqui para participar desta celebração muito justa e muito bem lembrada”, salientou o gestor municipal.

O presidente da Associação dos Magistrados (AMARN), juiz Cleófas Coelho, afirmou que desses 125 anos do tribunal, praticamente 65 anos tem a participação da AMARN. “A Associação dos Magistrados sempre colaborou e sempre esteve ombreando a administração do tribunal para uma melhor realização da justiça, na busca pela pacificação social”, comentou.

A defensora pública geral Renata Maia disse que para a Defensoria Pública Estadual é uma honra participar das celebrações dos 125 anos do Tribunal de Justiça. Segundo ela, apesar da Defensoria Pública ser uma instituição bem mais jovem e mais recente do que o Poder Judiciário, sempre o teve como um parceiro, como auxiliar em todas as demandas e necessidades de crescimento institucional.

“Então a Defensoria parabeniza e também encontra no Judiciário um exemplo de crescimento, estratégico e organizado. Então, para nós da Defensoria, é uma honra poder participar desse momento histórico”, elogiou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *