Nota de esclarecimento do Deputado Nelter Queiroz em resposta a postagem desta blogueira

Deputado Nelter Queiroz esclarece a publicação que a blogueira Emanuella Galvão fez em sua página do facebook, a respeito da volta da fiscalização do trânsito em Jucurutu.

Segue nota abaixo:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre a publicação realizada pela blogueira Emanuella Galvão, na última quarta-feira (16), em sua página oficial do Facebook, sobre uma possível intervenção e posterior “carta branca” do “deputado” venho a público esclarecer que:

1) Ao longo de meus 34 anos de vida pública, sou reconhecido por minha retidão, cumprimento das leis e respeito institucional aos demais poderes constituídos e órgãos públicos, assim, nunca interferi na fiscalização do Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Rio Grande do Norte (Detran/RN) em nossa Jucurutu;

2) Sou defensor de qualquer tipo de fiscalização que traga benefícios ao nosso povo, desde que a mesma seja feita, a princípio, de forma educativa e sem nenhum tipo de abuso de autoridade. Assim, o uso de capacetes por parte dos condutores e passageiros de motocicletas, motonetas e ciclomotores é uma questão de saúde pública de extrema importância, pois evita acidentes fatais e sequelas irreversíveis;

3) Por fim, apoio irrestritamente a decisão do promotor de justiça de Jucurutu sobre o uso de capacetes por parte dos condutores e passageiros de motocicletas, motonetas e ciclomotores. Apesar de termos consciência de que o equipamento vem sendo utilizado por criminosos para esconderem suas identidades, o uso obrigatório desta proteção está claramente descrito nos artigos 54 e 55 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB);

É importante frisarmos não só à obrigatoriedade do uso do capacete como equipamento de proteção à vida, mas também à importância de que os proprietários mantenham seus veículos devidamente emplacados e com a documentação em dia, e que só os conduzam caso sejam portadores da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), isso, para evitar possíveis e previsíveis transtornos previstos em lei.”

nota-de-nelter nota-parte-2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *