Audiência discute doações de medula óssea e deputado garante apoio à causa

jacó

Salvar vidas. Assim pode ser resumido o objetivo da audiência pública que ocorreu na tarde desta quarta-feira (6), na Assembleia Legislativa, que discutiu a doação de medula óssea no Rio Grande do Norte. O deputado Jacó Jácome (PSD), propositor da discussão, ouviu diversas pessoas envolvidas no tema e garantiu apoio às ações em prol da causa dentro do Poder Legislativo.

Segundo o deputado Jacó Jácome, o Rio Grande do Norte é o estado que possui menos doadores de medula óssea no Brasil. De acordo com o parlamentar, várias entidades e médicos o procuraram para realizar a audiência pública e ajudar a mudar esse cenário, contribuindo para que o estado possa chegar à marca 100 transplantes por ano em pelo menos um dos hospitais. Para o deputado, o principal problema é a falta de informação da população sobre a maneira como são feitas as doações de medula.

“É preciso que tenhamos a real dimensão sobre a importância da conscientização. O surgimento de pessoas interessadas em doar, com certeza pode contribuir para o crescimento no número de transplantes”, disse o deputado.

A presidente-fundadora da Humanização e Apoio ao Transplantado de Medula Óssea do Rio Grande do Norte (Hatmo), Rosali Batista Ramalho Cortez, disse que a busca por doadores é constante e que, muitas vezes, a forma como são realizados os transplantes no Brasil dificultam a velocidade no recebimento da medula pelos pacientes. Segundo ela, os exames são feitos em baixa resolução e, após ser identificada a possibilidade de compatibilidade, é realizado o exame que é capaz de garantir a realização do transplante. No entendimento de Rosali, é preciso mais celeridade nesse trâmite.

“É preciso que se tenha um olhar diferenciado para essa luta e pensar: se fosse o meu filho, o que eu faria por ele? Não aguento mais ver tanta gente morrer por falta de um doador de medula óssea”, disse Rosali.

Contando com contribuições de especialistas na área de transplante, como o médico Henrique Fonseca (diretor do Natal Hospital Center), e de pacientes, a audiência tratou sobre diversos pontos importantes para o crescimento da colaboração da população com os transplantes. Jacó Jácome garantiu que seu mandato permanecerá à disposição da causa.

“No que precisarem, nosso mandato estará à disposição, seja para ampliar debates, seja para apresentar, apreciar ou cobrar celeridade em projetos. É uma causa que damos total apoio”, disse Jacó.

Blog assumido por Jane Eyre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *