Operação Coiteiros: decisão amplia pena de envolvido com tráfico no Seridó

Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa

A Câmara Criminal do TJRN apreciou mais um recurso relacionado a um dos envolvidos na chamada Operação Coiteiros deflagrada para desarticular o tráfico de drogas e a formação de milícias na região do Seridó. O órgão acatou parcialmente Apelação movida pelo Ministério Público Estadual, ampliando a pena de Joebesson Silva do Nascimento, que era de 9 anos e passou para pouco mais de dez anos de reclusão no total.

O órgão colegiado reconheceu as circunstâncias (culpabilidade e circunstâncias do crime) como desfavoráveis ao réu. O recurso teve a relatoria da juíza Sandra Elali, convocada pelo TJRN.

Segundo os autos, o Ministério Público já vinha investigando o acusado desde o ano de 2013, em outra operação, a ‘Druída’, com base em interceptação telefônica, com autorização judicial, a qual comprovou o tráfico de drogas ilegais na cidade de Florânia, entre o acusado, a namorada dele e mais duas pessoas. A prisão do réu ocorreu no dia 25 de fevereiro de 2014, quando foi detido em flagrante por guardar drogas no interior de sua residência, além de uma arma calibre 38.

O réu, também conhecido como “Felipe Loucão”, utilizava várias residências em Florânia para realizar tráfico de drogas na cidade, segundo as investigações do MP e da Polícia local.

(Apelação Criminal nº 2016.004046-7)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *