Hora do Enem: Segundo simulado nacional ficará disponível por uma semana

simulado enem

O segundo simulado nacional do programa Hora do Enem, do Ministério da Educação (MEC), ocorrerá por uma semana a partir das 8h do dia 25 de junho, podendo ser iniciado até as 20h de 3 de julho. O exame é totalmente online e será aberto a todos os interessados, com inscrição na plataforma Geekie Games.

Estudantes do ensino médio de escolas públicas que não tiverem acesso à internet em casa poderão fazer o simulado na própria escola, entre os dias 27 de junho e 1º de julho. Além disso, as secretarias estaduais de educação terão acesso aos relatórios de desempenho dos estudantes.

O exame tem 80 questões, com a mesma metodologia de elaboração de questões do Enem. O conteúdo é composto principalmente por assuntos vistos nas escolas até o período da aplicação. A partir do momento de início do exame online, o estudante tem até quatro horas ininterruptas para finalizá-lo. O resultado e o gabarito são divulgados ao fim do exame.

CALENDÁRIO DE APLICAÇÃO DOS SIMULADOS

2º Simulado: 25 de junho a 3 de julho

20 questões por área do conhecimento (80 no total)

3º Simulado: 13 de agosto

45 questões por área do conhecimento (180 no total)

4º Simulado: 8 e 9 de outubro

45 questões por área do conhecimento (180 no total)

Balanço do primeiro simulado

 

De acordo com dados divulgados pelo MEC, cerca de 710 mil estudantes realizaram o primeiro simulado, iniciado em 30 de abril. Os estudantes da rede pública corresponderam a 85% do total de participantes. Conforme o balanço, 16% dos alunos iniciaram a prova e não a finalizaram, ante 84% que completaram a avaliação.

Medicina, Direito, Administração, Psicologia, e Engenharia Civil foram os cursos de maior interesse. A nota média geral para ciências humanas foi 534, seguida da de matemática (524), linguagem e códigos (506) e ciências da natureza (500). As notas máximas, considerando alunos das particulares e públicas foram: 749, 773, 733, e 757.

O melhor desempenho na prova foi alcançado em filosofia e geografia. O pior desempenho ocorreu em matemática e química. No ranking geral, os estudantes de Minas Gerais obtiveram o melhor desempenho em todas as áreas de conhecimento.

Fonte: Guia do Estudante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *