Servidor realiza exposição sobre mulheres indígenas na sede do TJRN

Somos_um_s_povo_somos_uma_s_raa_Diversasl_color_copy

O servidor Tasso Pinheiro, fotógrafo da Secretaria de Comunicação Social, está realizando hoje (8), Dia Internacional da Mulher, uma exposição no hall de entrada do prédio sede do TJRN. São fotografias de mulheres indígenas retratadas pelo servidor durante a cobertura da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, ocorrido em Palmas (TO) no último mês de outubro.

Da cobertura, nasceu o projeto “Somos uma só raça, somos um só povo”. Participaram dos Jogos Mundiais, 42 etnias, sendo 22 brasileiras e 20 de diversas partes do mundo, onde o que se viu foi uma grande diversidade cultural, linguística e esportiva. Uma pequena mostra dessa congregação de raças e povos pode ser visto hoje no TJRN. Tasso Pinheiro abrirá a exposição completa do seu trabalho nesta quinta-feira (10), às 18h, no Palácio da Cultura (Pinacoteca).

Resgate

O fotógrafo Tasso Pinheiro ressalta a importância do registro fotográfico dos povos indígenas para que essa riqueza cultural não se perca com o tempo, haja vista, o povo brasileiro não conservar sua memória como deveria.

“Despojados de suas terras, sujeitos a inomináveis violências ao longo de cinco séculos, os índios do Brasil chegam ao século XXI despojados igualmente de uma história”, denuncia o servidor, que tem 30 anos de experiência fotográfica.

Tasso lembra que no ano de 1500 haveriam entre 5 e 6 milhões de índios no Brasil, número reduzido hoje a cerca de 890 mil, segundo os dados do Censo 2010. “Desapareceram 1.200 línguas indígenas, e com elas os seus povos e se não for tomada nenhuma iniciativa, eles poderão desaparecer por completo”.

TJRN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *