Governo do RN atua permanentemente para a emancipação das mulheres

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Para muita gente, o Dia Internacional da Mulher, é apenas um dia em que elas recebem flores na saída de restaurantes e lojas. A data, porém, marca mais de um século de movimentos por emancipação, e abre espaço para a discussão de temas relevantes à luta feminina. Mesmo depois de tantas conquistas, muitas ainda sofrem com as desigualdades entre os gêneros.

O governo do RN, por meio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres do Rio Grande do Norte, tem trabalhado forte na consolidação de uma política de estado direcionada à autonomia das mulheres. A criação da própria pasta já pode ser considerada um marco deste novo modelo de atuação do Estado.

 “E logo após sua constituição, a secretaria iniciou um processo de planejamento estratégico que, somado a elaboração de um programa temático especifico para mulheres, no Plano Plurianual 2016-2019, resultou na definição e priorização de eixos temáticos”, explicou a titular da pasta, Tereza Freire. Estes eixos que nortearam a atuação da Secretaria em seu primeiro anos de existência. São eles o Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, Trabalho e Autonomia Econômica, Igualdade de Direitos e Participação Social.

 Foram realizadas no último ano ações de integração, ampliação e articulação dos atendimentos especializados já existentes, voltados às mulheres em situação de violência. A realidade ainda preocupa. Segundo o estudo Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres no Brasil, elaborado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), o RN ocupa a 16ª posição em índice de violência contra as mulheres no Brasil e de acordo com os dados do Ligue 180, é o estado do nordeste que menos denuncia essa violência. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *