Ezequiel Ferreira aponta demandas hídricas e de segurança para Nova Cruz

ezequiel

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), solicitou ao governo do Estado medidas de enfrentamento à criminalidade na cidade de Nova Cruz, distante 93 quilômetros da capital. Para minimizar os problemas gerados pela falta d´água nas comunidades de Primeira Lagoa, Lagoa Limpa do Fernando, Serrote dos Bezerros, Juriti, Capim Açu e Lagoa do Lima, que juntas reúnem cerca de 4.000 habitantes na zona rural, o deputado pediu a implantação do abastecimento de água para que a população dessas seis comunidades tenham água tratada para uso pessoal e diário.

“A segurança pública não tem acompanhado o desenvolvimento do município e as estatísticas revelam um aumento significativo de vítimas de todas as práticas criminosas, principalmente na zona rural. Para coibirmos e contermos a criminalidade solicitei não só aumento de efetivo da Polícia Militar, mas que o governo dê também melhores condições de trabalho à corporação”, justificou Ezequiel Ferreira. 

Além disso, Ezequiel requereu a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, (Semarh) que recupere a tubulação que leva a água da adutora para as comunidades de Piquiri, Nova Cruz e Montanhas que estão sendo afetadas, e essa é a principal tubulação que alimenta a região Agreste. Com a interrupção da adutora, o sistema teve redução na vazão de água distribuída e está afetando o fornecimento nas comunidades em Nova Cruz.

Saneamento Básico

Saneamento básico é um item essencial para toda a sociedade e, principalmente para que sejam evitadas doenças provenientes dos esgotos a céu aberto. É importante frisar também a falta de conscientização das pessoas, assim como a falta de investimento do governo.

“Por esses motivos, também solicitei ao governo do Estado, através da Caern, a conclusão do saneamento básico no município de Nova Cruz. O pleito além da execução do saneamento, trata também de saúde pública e de melhorar o acesso dos moradores até as residências no município”, finaliza o deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *