Padre Agripino: o Poliglota do Senhor, nas terras do Seridó

PADRE

Nesta Quarta-Feira de cinzas de 2016, o Seridó fica órfão do seu gênio, o Agripino de nós…

Nas terras deste sertão velho, o anúncio é um só: faleceu Padre Agripino o amigo e primo de todos nós!

Descendentes das velhas baronias; dos velhos troncos de outrora; fez da vida longa história, nunca faltou no rezar; Deus o recebe nos céus e nós a silenciar!

Conheci Padre Agripino na capelinha daqui, homem culto e preparado nunca vi outro igual, educado só quem era o recado lhe transmitia a paz, de olhos lindos no altar, fala mansa a expressar os mais belos sermões que escutei acolá…

Quando fui seminarista pagava para escutar ele ensinando Francês, Espanhol e Latim era tudo que eu queria dele escutar…

Certo dia, o visitei e lhe fiz a seguinte presunção: o senhor deveria ir para a Academia de Letras de Natal…

Ele simples, generoso, humilde e vaidoso disse: o Seridó é meu lugar!

O Seridó fica sem o poliglota da fé, os céus já canta o tão sublime e a ladainha dos anjos e em latim os primos os acolhem na vida eterna com os anjos: ó Agripino Dantas!

Por Arysson Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *