Governo apresenta Mapa Estratégico do Estado a setor empresarial potiguar

FINANÇAS

O secretário de Estado do Planejamento e das Finanças Gustavo Nogueira apresentou nesta sexta-feira (26) à diretoria da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN) o mapa estratégico do Estado elaborado nos primeiros seis meses do Governança Inovadora. O documento traz indicadores, metas e a carteira preliminar prioritária de projetos, criados a partir de debates com a sociedade, instituições e técnicos capacitados.

 Após ouvir o presidente da FIERN Amaro Sales elogiar o diálogo do Governo com o setor empresarial, Gustavo Nogueira iniciou a explanação revelando um quadro realista da área financeira do Estado em meio a dificuldades agravadas por uma crise econômica que tem gerado um impacto maior nos estados da federação que mais dependem das transferências federais, como o Rio Grande do Norte.

 Como exemplo, o secretário lembrou que, em 2015, o Governo registrou uma frustração de receitas de R$ 613 milhões quando comparada ao previsto no orçamento elaborado em 2014. “Costumo dizer que somos responsáveis por nossas escolhas. Acabou a época em que se governava sem fazer contas. Esse tempo já passou. Governo incompetente a sociedade não reconhece mais. Temos que vencer a cultura da desconfiança”, afirmou.

Na segunda etapa da palestra, Gustavo Nogueira detalhou o projeto Governança Inovadora aos empresários. E mostrou que, apesar das críticas, o Estado não é tão grande do ponto de vista administrativo. “Um estudo do Instituto Publix identificou que o Rio Grande do Norte só é maior que três estados: Mato Grosso, Goiás e Espírito Santo. O número de cargos comissionados representa apenas 0,8% da folha de pessoal. Mas a maioria dos governos são letárgicos, demoram a responder. Ao contrário dessa realidade, estamos construindo uma Governança Inovadora, a partir dos três eixos: estratégia, processos e estrutura”, disse. 

Nogueira lembrou ainda que, a partir de uma visão de futuro, pensando o Rio Grande do Norte num horizonte até 2035, o Mapa Estratégico do Estado foi elaborado sob os pilares do desenvolvimento, infraestrutura, rede integrada de serviços e governança. E finalizou ressaltando que o principal objetivo do projeto Governança Inovadora é gerar valor público à sociedade. “A população precisa de respostas. E o nosso objetivo é oferecer mais e melhores serviços à sociedade. Por isso o investimento em Governança. Numa Governança Inovadora”, afirmou. 

O Governança Inovadora é o maior projeto de Modernização da Gestão Pública já realizado no Rio Grande do Norte. Coordenada pela Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (SEPLAN), a iniciativa conta com a consultoria do Instituto Publix e é custeado com recursos do tesouro estadual por meio de financiamento do Banco Mundial/RN Sustentável.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *