Começa em SP a terceira fase de testes da vacina contra a dengue

Esse é o último passo antes da avaliação da Anvisa.

Brasil poderá produzir doses para imunizar pessoas do mundo todo.

vacina

 

O Instituto Butantan, em São Paulo, começou a terceira fase de testes de uma vacina contra a dengue. Dezessete mil voluntários vão receber a dose única.

Parte dos voluntários, da última fase de testes da vacina contra a dengue, recebeu a dose no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Ao todo, 17 mil pessoas, de 13 cidades das cinco regiões do país, participarão dos testes.

Poderão ser voluntárias, pessoas de dois a 59 anos, saudáveis, que tenham tido dengue ou não. Dois terços delas vão receber a vacina e o restante, placebo, que é uma substância sem efeito.

Se os resultados forem positivos, como esperam os pesquisadores, o Brasil poderá produzir as doses para imunizar cerca de 3 bilhões de pessoas no mundo.

Em um contrato assinado na segunda-feira (22), o Governo Federal se compromete a investir R$ 100 milhões nesta fase, que deve durar um ano. O custo total está orçado em R$ 300 milhões e a outra parte dos recursos pode vir do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e do BNDES.

As pesquisas vão além. O Butantan já estuda transformar a vacina contra a dengue para que ela previna também o vírus da zika. Em outra frente, os cientistas trabalham em uma vacina exclusiva contra a doença e uma terceira opção é desenvolver um soro para tratar pacientes com zika. Para isso, o instituto recebeu ainda R$ 8,5 milhões.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *