Estudantes da UFRN promove II Encontro Caicoense de Profissionais e Estudantes de Contabilidade-Ecpec

11824213_1610172695908907_2010988143_n

 

O 6º Período do Curso de Ciências Contábeis da UFRN/CERES promove o II Encontro Caicoense de Profissionais e Estudantes de Contabilidade ( Ecpec) que será realizado nos dias 25, 26 e 27 de agosto no auditório da UFRN/CERES em Caicó. A expectativa é reunir estudantes, profissionais e visitantes de toda região.

Neste ano, o encontro terá como tema ” O papel do Profissional Contábil na Ética Empresarial “. A programação conta com participações de palestrantes com intervalo de 30 minutos para um Coffee Break.

O valor da inscrição será R$ 40,00 estudante e R$ 60,00 profissional.
As inscrições serão realizadas pelo site: https://sites.google.com/site/iiecpec/ , no período de 10 a 21 de agosto.

Professor de educação física morre de infarto enquanto treinava Jiu-Jitsu

Eu

 

O Blog do BG destacou o falecimento ocorrido na tarde desta sexta-feira, aos 36 anos, do professor de educação física, Marcelo Leoncy.
Leoncy que também era coordenador da academia Flex, segundo informações passadas ao blog, sofreu um infarto enquanto treinava Jiu-Jitsu e não resistiu.

 

Justiça suspende divulgação de alunos selecionados para o Fies

A Justiça Federal suspendeu a divulgação, prevista para a próxima segunda-feira (10), dos estudantes pré-selecionados para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre.
A decisão liminar (provisória) foi proferida nesta sexta-feira (8) a partir de uma ação movida pelo grupo Anima Educação, dono dos centros universitários UNA e UNI BH, de Minas Gerais, e São Judas e Unimontes, de São Paulo.

No pedido de suspensão, o grupo questionou o critério adotado pelo Ministério da Educação para distribuir as vagas entre as instituições de ensino, apontando “inconsistências e desigualdades”, já que cursos com avaliação inferior nas mesmas cidades conseguiram mais postos que outros de qualidade superior.

Na decisão, o juiz Francisco Renato Filho, da 15ª Vara Federal em Brasília, registrou que um curso de engenharia da Anima com conceito 4 (em nota que varia de 1 a 5) conseguiu 20 das 90 vagas solicitadas, enquanto uma concorrente com conceito inferior obteve 46 vagas.

“Tratando-se de política pública financiada por recurso público é absolutamente necessário que os interessados diretos (instituições e alunos) e a sociedade como um todo conheçam, não apenas os critérios de seleção, mas, também, como eles foram aplicados ao caso concreto, já que, em princípio, parece que os critérios não foram objetivamente observados”, escreveu o juiz na decisão.

A suspensão vale até que o Ministério da Educação, que coordena o processo de seleção do Fies, esclareça qual o critério utilizado. A Anima argumenta que uma portaria da pasta definiu como critério a qualidade dos cursos para a distribuição das vagas.

“Ao invés de alocar as vagas nas instituições de melhor desempenho e cursos melhor avaliados, eles não obedeceram esse critério. Deram mais vagas, na mesma cidade, no mesmo curso, para instituições de ensino com avaliação pior. Aconteceu geral, em todo o país, isso em prejuízo dos alunos, não só da Anima”, disse ao G1.

Na ação, o grupo Anima pede ainda que o MEC refaça a distribuição de vagas, o que ainda não foi decidido pelo juiz. Procurado através de sua assessoria de imprensa neste sábado, o Ministério da Educação não respondeu às ligações.

As inscrições para 61,5 mil novos contratos do Fies ocorreram entre os dias 3 e 6 de agosto. Nesta segunda (10), com o resultado da seleção, os alunos teriam até o dia 13 para concluir o processo de contratação do financiamento.

G1

RN lança selos dos produtos da Agricultura Familiar e do artesanato

A I Feira Estadual da Agricultura Familiar segue de hoje (08), até amanhã(09).
A I Feira Estadual da Agricultura Familiar segue de hoje (08), até amanhã(09).

O Governo do Estado lançou os selos dos produtos da Agricultura familiar e do artesanato, o lançamento foi feito pelo secretário de agricultura, Haroldo Abuama durante a I Feira Estadual da Agricultura Familiar, no Parque Armando Buá, em Mossoró.

Objetivo dos selos é valorizar, ainda mais, os produtos comercializados por quem vive no campo criando uma identidade visual e comercial para os produtos. O slogan dos selos é: Potiguar Sou Eu.

Os selos foram desenvolvidos pela equipe de comunicação do RN Sustentável atendendo pedidos das organizações sociais do RN. O desenho é de uma palma com uma flor de cacto e foi inspirado no bioma caatinga que representa a vegetação do semiárido. Todo as cooperativas e associações que recebem apoio do Projeto RN Sustentável terão direito a usarem o selo em seus produtos.

A escolha da palma é por que ela representa a resistência do sertanejo que convive com a seca, sua composição é de 90% de água. Ela é muito usada pelo homem do campo para garantir a comida do gado em época de seca, disse o publicitário Solano Braz que desenvolveu o selo.

A I Feira Estadual da Agricultura Familiar segue de hoje (08), até amanhã(09), sendo uma boa oportunidade para conhecer e adquirir os produtos da agricultura familiar.

Desembargador suspende convocação de concursados para Polícia Militar

 

O desembargador do TJRN Expedito Ferreira suspendeu, em decisão liminar, a convocação de 824 concursados para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte
O desembargador do TJRN Expedito Ferreira suspendeu, em decisão liminar, a convocação de 824 concursados para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte

O desembargador Expedito Ferreira de Souza, em decisão liminar, suspendeu a convocação de 824 concursados para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O magistrado determina que o Estado do Rio Grande do Norte se abstenha de dar continuidade ao concurso “suspendendo, de igual modo, o Edital 007/2015, obstando(sustando) a matrícula dos candidatos considerados aptos no referido edital em Curso de Formação de Soldados”.
O pedido analisado pelo integrante da Corte Estadual de Justiça foi feito pelo Ministério Público Estadual em ação cautelar movida contra o Estado e a Associação dos Praças da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte (Aspra PM/RN).
A medida suspende os efeitos da sentença de primeira instância proferida nos autos da ação civil pública, favorável à continuidade do concurso e consequente convocação, e destaca que a decisão final do Judiciário Estadual será tomada em julgamento do recurso de apelação interposto pelo Ministério Público. O recurso a ser julgado pela Primeira Câmara Cível é o 2015.009345-8, do qual o desembargador Expedito Ferreira é o relator.
O Ministério Público, autor da ação, sustenta que “o prazo fatal de validade do certame em questão ocorreu em 21 de julho de 2010”, por isso não é mais possível a convocação de candidatos. Afirma o MP que houve convocação pela Administração Pública estadual de 824 candidatos para a realização de exames de saúde, embora sendo considerados inaptos 546 convocados.
A decisão destaca ainda que foram violados os princípios da legalidade e da vinculação ao edital, além da afronta ao artigo 37, III, da Constituição Federal.
Em relação ao perigo gerado pela situação, o desembargador acentua o risco de prejuízo “irreversível” ao Estado , na medida em que haverá constituição de elevada despesa para a realização de curso de formação com risco de cancelamento definitivo quando do julgamento do mérito.

TJRN

RN: Justiça mantém prefeito de Umarizal afastado por suspeita de fraudes

 

Carlindson Melo está afastado da prefeitura de Umarizal desde julho (Foto: Arquivo Pessoal)
Carlindson Melo está afastado da prefeitura de
Umarizal desde julho (Foto: Arquivo Pessoal)

O desembargador Expedito Ferreira, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), indeferiu o pedido de medida cautelar feito pela defesa do prefeito Carlindson Onofre Pereira Melo do município de Umarizal, cidade da região Oeste do RN. Desta forma, o TJRN mantém o afastamento do prefeito, longe do cargo desde 29 de julho deste ano, quando foi deflagrada a operação ‘Negociata’, pelo Ministério Público estadual (MPRN).
Durante a operação, além do afastamento do prefeito, foram cumpridos 15 mandados de apreensão, seis de prisão preventiva e três de condução coercitiva (com o uso da força se necessário) em Umarizal, Martins, Natal e Parnamirim.

À época da operação, o G1 entrevistou o diretor-presidente do Banco Gerador, Ademir Cossiello, que explicou que a investigação foi realizada a pedido do próprio banco, que desconfiou da existência de irregularidades nos convênios firmados com a Prefeitura de Umarizal.

Em algum momento deixamos de receber os valores contratados nos empréstimos. Então fizemos contato com a prefeitura, que nos informou haver alguma coisa errada, pois a maioria dos beneficiados sequer era de servidores. Foi quando procuramos o Ministério Público”, afirmou. “Quero aqui reconhecer e parabenizar o MP pelo trabalho que foi feito”, acrescentou Cossiello.

Novas denúncias

Ainda ontem, sexta-feira (7), o MPRN ofereceu novas denúncias contra suspeitos de participação no esquema. Foram acusados na nova denúncia: José Rogério de Souza Fonseca, Vilma Fernandes de Souza, Francisco Edivan de Oliveira, Josberto de Souza Oliveira, Abimael Thiago Bezerra de Melo, Bruno Ewerton Bezerra Leal, Marinaldo Amâncio da Silva Júnior e Ildeneide Pereira de Medeiros.
De acordo com a denúncia, os acusados teriam se associado para cometer crimes, inseriram declaração falsa em documento, fazendo uso de papéis falsificados, além de obterem para si ou para outros, vantagem ilícita, entre os meses de junho de 2012 e julho de 2013 em Umarizal.
Segundo a acusação, Josberto de Souza Oliveira e Abimael Thiago Bezerra Melo eram responsáveis pela captação de supostos servidores públicos e pelo recolhimento de assinaturas dos interessados nas propostas de empréstimos. Em seguida, a documentação era analisada por Marinaldo Amâncio da Silva Júnior, sócio oculto da empresa Nordeste Serviços Ltda, validada e repassada ao banco Gerados S.A. para a liberação do empréstimo.
Todas as informações necessárias para a consumação dos crimes eram também atestadas pelos respectivos secretários municipais da Prefeitura, Vilma Fernandes de Souza e Francisco Edivan de Oliveira que confirmavam o interesse dos servidores do Município de Umarizal.
O MPRN ainda aponta Bruno Ewerton Bezerra Leal como um dos mentores da associação criminosa. O acusado seria o planejador de toda a empreitada delituosa. Enquanto isso, Ildeneide Pereira de Medeiros, mulher de outro acusado, Josberto de Souza Oliveira, inseria as informações sobre os falsos servidores públicos em contra-cheques modelo.

G1-RN