Polícia decreta prisão para goleiro brasileiro de polo por abuso sexual

goleiro goleiro1

 

A polícia de Toronto expediu nesta sexta-feira uma ordem de prisão contra o goleiro da seleção brasileira de polo aquático Thye Bezerra, que foi acusado de abuso sexual por uma jovem e está sob suspeita de ter feito outras vítimas.

A denúncia, revelada em entrevista coletiva pela polícia, foi apresentada por uma mulher de 22 anos que alega ter sido atacada pelo brasileiro, de 27, enquanto dormia em sua casa em Toronto na manhã do dia 16, poucas horas antes de o jogador deixar a cidade canadense após ganhar a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos com a seleção.

Segundo a versão da denunciante, ela estava naquele dia em casa com uma amiga e dois homens quando foi dormir. A jovem alega que um deles entrou em seu quarto e abusou dela sexualmente.

A polícia teme que possa haver outras vítimas e solicitou a quem puder dar alguma informação sobre o caso que a divulgue através de um número de telefone e de forma anônima. A corporação também informou que foram iniciadas conversas com autoridades brasileiras, país com o qual o Canadá não tem acordo de extradição.

Uma fonte da delegação brasileira confirmou à Agência Efe que todos os jogadores de polo aquático brasileiros estão fora do Canadá se preparando para o Mundial de Esportes Aquáticos, que será realizado em Kazan (Rússia) de 24 de julho a 9 de agosto.

A mesma fonte afirmou que a delegação brasileira não foi informada pela polícia de Toronto sobre a natureza da investigação. Já o Comitê Organizador dos Jogos Pan-Americanos alegou que não tem nenhuma informação sobre o caso.

O executivo-chefe do Comitê, Saäd Rafi, declarou em uma entrevista coletiva que a polícia informou ontem à noite à organização do evento esportivo que estava investigando um caso de abuso sexual que teria envolvimento de um atleta brasileiro de polo aquático, mas ressaltou que não foram dados mais detalhes a respeito.

Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *