Funcionalismo municipal da saúde está preocupado com a “nova Lei” que entrou em vigor no município de Jucurutu.

Segundo informações obtidas, em busca de solucionar problemas, um ponto eletrônico será instalado no hospital de Jucurutu com o objetivo de registrar a presença dos funcionários municipais da saúde.
A exigência do ponto eletrônico é legal, mas será que garante o serviço de saúde de qualidade?
Com a implantação do equipado, os funcionários serão proibidos de pagar ou trocar plantões e com isso não poderão manter dois empregos, terão que escolher entre um e outro. Os mesmos apelam para que a prefeitura tome alguma posição favorável ao funcionalismo, pois o salários que eles ganham é pouco e será que o município tem condições de arcar com os custos que os pontos eletrônicos exigem ou os funcionários irão cumprir horários vagos de graça?
Os getores tem que atender a todo custo a realidade da cidade e não é bem isso que estamos vendo, eles querem atender a todo custo apenas a vontade deles.
É importante que haja um diálogo acordante entre as partes, pois sabemos que é a implantação da tecnologia é Lei, e o restante é de acordo com o que a prefeitura desejar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *