Os políticos estão em seus currais, de costas para a sociedade

Por Rogério Jordão – Com uma reforma política que nada reforma em andamento no Congresso – em breve os deputados votarão sobre voto facultativo e tempo de mandatos – reforça-se a sensação de que os partidos políticos estão alheios aos anseios da sociedade.
Por acaso esta semana tive acesso a uma pesquisa qualitativa feita com centenas de grupos culturais, formados principalmente por jovens, da Baixada Fluminense no Rio de Janeiro. É uma região pobre: a maior parte de seus municípios tem índices sociais e educacionais abaixo da média nacional. E como é vista a política? Na visão de muitos jovens, e isso é preocupante, a política local é vista como barreira para seu auto-desenvolvimento: querem nos manter como que em um “curral eleitoral”, alguns disseram.
Ou seja: aos políticos locais interessa manter um estado de precariedade, no qual eles, os agentes políticos, possam ser os intermediários de verbas, de ajuda etc. Na visão desses jovens, o desenvolvimento pessoal, econômico, cultural do cidadão é visto como ameaça a um sistema político que se equilibra na troca de favores e votos.
Quando as forças políticas hegemônicas agem na Câmara para nada mudar, agem para manter o status quo; pensam segundo a lógica dos currais eleitorais. Como sair da lama assim?
Tirando o fim da reeleição, que nos faz retornar ao que era antes de 1997, e uma pífia cláusula de barreiras (que vai penalizar apenas partidos inexpressivos), a semana se encerra com votações que não mexem em nada essencial. O sistema eleitoral resta intacto e o financiamento privado de campanha foi aprovado ou “constitucionalizado” (lembrando que as medidas serão votadas ainda pelo Senado).
Depois das manifestações de junho de 2013, de uma campanha presidencial na qual os principais candidatos enfatizaram a necessidade de uma reforma profunda e das seguidas pesquisas de opinião que mostram um pico de rejeição aos partidos em geral, a Câmara não conseguiu parir, sequer, um rato. Os parlamentares não se mostraram interessados em encarar de frente a grave crise de representatividade que assola o sistema político; a nau parlamentar, fragmentada em 28 legendas, decidiu não embicar para lugar algum.
Como se a política tal qual está hoje não fosse parte do nó-Brasil. Vai desatar um dia?

GENEALOGIA: Escritor e pesquisador seridoense foi empossado ontem em João Pessoa-PB

Arysson segurando seu certificado de posse 

Ontem na capital Paraibana foi realizado a Posse do jovem Escritor e Pesquisador Seridoense Arysson Soares como Membro Efetivo do Instituto Paraibano de Genealogia e Heráldica – IPGH/PB.

 

Vale ressaltar que Arysson, tem suas raízes familiares em Jucurutu, notavelmente nas Fazendas Estreito e Pedra Branca.

Ex-atriz de ‘Malhação’ vira executiva de cinema nos Estados Unidos; veja antes e depois

RTEmagicC_ludmila_dayer_antesdepois.jpg

Ludmila Dayer, ex-atriz de ‘Malhação’, vira executiva de cinema nos EUA.
(Foto: Divulgação/TV Globo e Arquivo Pessoal)

Ex-atriz de ‘Malhação’ vira executiva de cinema nos Estados Unidos; veja antes e depois

A atriz Ludmila Dayer está longe da TV brasileira desde o fim da temporada 2000 de Malhação, na qual interpretou a protagonista Joana, com apenas 16 anos. Ludmila começou a carreira ainda criança, e aos 10 anos já estreava seu primeiro longa-metragem.
A atriz já interpretou em inglês e espanhol, fez trabalhos no teatro, cinema e na televisão. Em entrevista ao ‘Vídeo Show’, ela falou sobre a felicidade de ter participado da novelinha teen, que comemora 20 anos. “Sempre gostei de desafios, até hoje sou assim. Interpretar a Joana foi uma satisfação profissional e pessoal”, disse.

Sobre a responsabilidade de assumir o papel principal ainda tão nova, Ludmila afirma que tudo foi uma consequência natural na carreira. “Responsabilidade é uma coisa a que sempre fui acostumada, tanto em casa, como na escola e no trabalho”.

Ao ver fotos antigas de Malhação, a atriz relembrou dos momentos felizes que viveu com a “família”. “Éramos muito unidos, como uma família mesmo. Eu amadureci muito durante esse período”, revelou.

Há nove anos morando fora do Brasil, entre Los Angeles e Londres, Ludmila fala com orgulho sobre a amizade mantida com Fernanda Souza e Samara Felippo. “Somos muito próximas até hoje. Nada mudou com os anos, nem com a distância”.

RTEmagicC_1e13b32266.jpg

A ex-atriz de Malhação ao lado das atrizes Priscila Fantin e Samara Felippo

Aos 31 anos, a atriz é presidente de uma produtora na área de financiamento e produção de filmes e não pretende voltar a morar no Brasil tão cedo. “Eu tenho a sorte de sempre ser convidada para voltar, isso me deixa muito feliz. Tenho a porta aberta no meu país! Agora, para trabalhos de períodos curtos, com certeza”.

Correio 24horas

Governo do Estado inaugura Secretarias de Mulheres e de Juventude do RN

O Governo do RN, inaugurou, hoje (29), as Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres e de Juventude. A sede das secretarias, fica na avenida Hermes da Fonseca, Tirol. O ambiente é aconchegante e decorado com o artesanato potiguar. O Evento contou com a participação da Ministra das Mulheres, Eleonora Mecuccini, do Governador Robinson Faria, da Secretária de Trabalho e Assistência Social, Julianne Faria, e da Secretária-Chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha. Para a Ministra, a sua visita à Natal marca uma transição da história política das mulheres do RN. “Com a inauguração da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, elas estarão pensadas dentro da gestão de políticas públicas do Brasil. É um passo importante para o RN”, comentou a Ministra Eleonora Mecuccini. Foi lançado na ocasião, o programa “Mulher, Viver sem Violência”. Tereza Freire, Secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, disse que o programa oferece suporte às mulheres que sofrem com a violência doméstica. Atendendo-as em questões de acompanhamento jurídico e psicológico, por exemplo. A Secretaria de Juventude, terá ações voltadas para os jovens que possuem riscos de vida, afastando-os da violência e das drogas. “O Governo do Estado, assinou parceria com o Ministério Público para agir na redução dos danos causados pelas drogas”, falou Divaneide Basílio, Secretária de Juventude. Na solenidade estavam presentes outras autoridades, como a Senadora Fátima Bezerra, o Deputado Mineiro, os Vereadores Eleika Bezerra e Hugo Manso, o Presidente da Fundação José Augusto, Rodrigo Bico, entre outros.

 

Com informações do site Governo Inaugura Secretarias de Mulheres e de Juventude

Julianne Faria promete abraçar luta pela criação do Hospital da Mulher do Seridó

robinson-juliane     Fonte da foto: Divulgação

As mulheres que integram o Movimento de Luta pela Criação do Hospital da Mulher em Caicó tiveram uma ótima surpresa, nesta sexta-feira (29) em Natal. quem demonstrou interesse em se integrar a luta foi a secretária de Assistência Social, primeira-dama do Estado Julianne Faria.

A esposa do governador Robinson Faria, que tem familiares em Caicó quer vir à cidade nos próximos dias acompanhada da secretária de Políticas para as Mulheres, Teresa Freire para se reunir com o movimento. “É uma adesão de peso”, disse uma das mulheres ligadas ao movimento em contato com o Blog do Marcos Dantas.

Blog Marcos Dantas